As quatro novas motas da Aprilia lançadas em Milão Partilhar

As quatro novas motas da Aprilia lançadas em Milão

Já se conhecem as tão aguardadas novidades da Aprilia na EICMA, com a potência em destaque na gama de Noale. Estão apresentadas oficialmente as novas RSV4 1100 Factory e RR, Tuono V4 1100 Factory e RR, bem como as novas RS 660 e Tuono 660 Concept (esta última é uma versão concetual).

A nova Aprilia RSV4 tem um propulsor V4 de 1.000 centímetros cúbicos que debita incríveis 201cv de potência nunca antes visto numa sport bike de fábrica. As suspensões destacam-se com o sistema Smart EC 2.0 da Öhlins especialmente configurado para este modelo, tendo dois modos de operação – semi-ativo e manual.

O Aprilia Performance Ride Control – pacote de controlo dinâmico derivado da tecnologia do Mundial de Superbike – é de série na RSV4 RR e na RSV4 1100 Factory, incluindo controlo de acelerador integralmente ride-by-wire. O quadro é de dupla trave em alumínio. A RSV4 RR – uma réplica de competição – não passou por mudanças ao nível técnico face ao modelo antecessor, tendo melhorias subtis essencialmente ao nível do peso, manobrabilidade, aerodinâmica e aparência.

A Aprilia Tuono V4 1100 também chega em versão Factory e RR, possuindo bastantes componentes derivados da superbike RSV4 RF. A Factory tem diversos elementos em fibra de carbono, suspensão eletrónica semi-ativa que é a mais avançada atualmente disponível no mercado com tecnologia Smart EC 2.0. O motor é um V4 65º que debita um máximo de 175cv de potência. Se a Tuono V4 1100 Factory é uma versão mais exclusiva, em muito derivada da RSV4 RF de competição, a Tuono V4 1100 RR segue uma linha de desportivas naked.

No que concerne à Aprilia RS 660, apresenta-se para 2020 com uma base técnica totalmente nova assente no motor de dois cilindros paralelos 660 centímetros cúbicos com 100cv de potência. É a primeira vez que a marca oferece, nesta categoria, características técnicas derivadas da sua experiência em competição de topo. Combina na perfeição inovação e design, tendo eletrónica da V4, peso reduzido (169kg) e um chassis com nova estrutura leve. O quadro e o braço oscilante são em alumínio, sendo o motor um elemento portador de carga do quadro. A forquilha invertida Kayaba complementa o chassis.